Entre em contato conosco

Clipe

Rappers Rohmanelli, WARLLOCK e GGOSS se unem no clipe “Do jeito que o mundo está”

Publicado

on

Cinco séculos atrás, o pintor holandês Bosch criava imagens impactantes que questionavam o conceito de bem e mal, certo e errado, desejo e virtude. Os quadros do artista inspiraram pintores surrealistas do começo do século XX e foram base para Rohmanelli pintar em versos o quadro irreal e insensível da sociedade atual. Com participação dos rappers WARLLOCK e GGOSS, “Do jeito que o mundo está” é um reflexivo e melancólico retrato de nossos tempos. A faixa já está disponível para streaming e ganha um clipe.

“Com este lançamento desejo expressar meu sincero cansaço com tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo. ‘Do Jeito que o mundo está’ revela uma parte minha muito menos enérgica e dançante e muito mais intimista, até diria pessimista e melancólica, representa exatamente o que sou e sinto neste momento”, conta o artista italiano radicado no Brasil há 20 anos que viu de longe a cidade onde nasceu e cresceu se tornar um dos epicentros da atual pandemia de Covid-19.

“O cerne foi a obra de Hieronymus Bosch, o pintor do humanismo que me inspirou a música, cuja visão apocalíptica do mundo e do ser humano casou perfeitamente com minha decepção e cansaço existencial. Pensamos então em colocar em diálogo o passado e o presente, Bosch e o rap. A denúncia é a mesma, o mundo é o mesmo, nada mudou…”, conclui Rohmanelli.

“Do jeito que o mundo está” teve produção musical de Binho Manenti, GRAÇA e do próprio Rohmanelli e o clipe foi dirigido por Antonio Rossa.

 

SOBRE O ARTISTA

Usar a música como forma de questionar padrões sexuais, amorosos, políticos e religiosos faz parte do discurso forte na arte de Rohmanelli. Reinvenção é palavra-chave no trabalho do artista que começou sua carreira na música em 2014, com a banda Vita Balera. O projeto explorava o rock alternativo com letras em italiano e chegou a lançar um EP homônimo. Antes disso, ele estudou música erudita e canto lírico. Após o fim da banda, Rohmanelli focou no seu projeto solo de música eletrônica alternativa ao lado do produtor e músico argentino Jeronimo Gonzalez.

(Cena do clipe)

Foi aí que nasceu Rohmanelli, unindo estética, figurino, letra e música. Em 2016, ele lançou sua estreia com o álbum “Anomalous”, um trabalho conceitual que trafegava entre o português, inglês e italiano e que gerou sete videoclipes. Em 2018, Rohmanelli lançou “Fanatismi”, um álbum em italiano e muito mais maduro, reunindo experiências e parcerias adquiridas nos primeiros momentos da carreira. Desde então, suas composições passaram pelas mãos de DJs, produtores e músicos do Brasil, da América do Sul e da Europa. 

 

TEM MAIS!

Seus novos lançamentos, incluindo este novo single, são um novo passo nessa sonoridade que une influências do punk, da eletrônica, do rock e do pop. É o que Rohmanelli chama de “transpop”, uma musicalidade sem barreiras de gêneros e idiomas. Agora, ele se prepara para lançar o primeiro disco totalmente em Português, refletindo suas duas décadas vivendo no país. Intitulado “[Brazilejru]”, o álbum contará com as já lançadas “Macho Discreto” e “Toneaí”.

 

LETRA

Do jeito que o mundo está

não vai estranhar

que eu me libertar

 

Do jeito que o mundo está

não vai me entender

nem quando eu tentar 

 

além dessas 

estradas sujas de

mediocridades

além dessas

bocas incapazes de

verdades

 

Do jeito que o mundo está

não vai me fazer

nenhuma falta

quando eu passar

 

Do jeito que o mundo está

não vai sentir nenhuma falta

quando eu passar

 

[warllock]

 

de domingo a sexta feira

camaleão correndo na esteira

o mundo ao meu redor gira e na beira

dele vejo o quanto ainda tem pra mim

 

warllock corre de encontro ao fim

só lock pra ver que tá sozinho

dou block em quem não quer me ver tim

vivendo cada vez mais sem fronteira

 

[ggoss]

 

do jeito q o mundo tá, eu não vou sentir falta disso

quando for terão meu legado

mas sei q a massa curte lixo

comprando mais trash food

bem temperado com glutamatos

enquanto liberam mais agrotóxicos

te afetando no intimo

o tamanho do seu coração?

é do tamanho da sua rede?

 

insta ou face? 

Zap ou zapping? 

no youtube, tua vontade é deles…

ou delas

não importa.

muda o avatar mas não muda a regra

me informando com fatos e não achismos…

na caça de boas ervas

me curo

 

Do jeito que o mundo está

não vai estranhar

que eu me libertar

 

Do jeito que o mundo está

não vai me entender

nem quando eu tentar

 

Livre finalmente

na solidão 

silenciosa do nada

para além destas

palavras desgastadas

e fracas

 

Do jeito que o mundo está

não vai estranhar

que eu me libertar

 

Do jeito que o mundo está

não vai me entender

nem quando eu tentar (2X)

 

O mundo é como uma 

pintura de Bosch

interessante só de ser 

observada! (2x)

 

  • Texto da Assessoria de Imprensa, Nathália Pandeló.

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas