Entre em contato conosco

Música

O novo rock de David Ballot

Publicado

on

received_1719225148323445-2

 

TALVEZ? NÃO SEI!, faixa do novo álbum de David Ballot que dá nome ao seu disco, é certamente o ponto de partida para que tudo isso tenha acontecido, porque foi essa canção (a primeira composta), que de certa maneira, deu vida às outras. Quando a composição de HOJE NÓS – outro marco no disco – veio a tona, o convite para o músico Rodrigo Tavares se consolidou, dando outros ares para o álbum. E como diz o próprio David, “Esse disco sou eu em primeira pessoa”.

— O disco é como uma carta dentro de uma garrafa lançada ao mar, não sei em que praia ele irá chegar. São canções que falam também sobre relacionamentos e muitos podem se identificar com ele. O violão como base das músicas mostra também minha influência Folk, são canções com estrofe e refrão. Gosto da maneira como ele soa e acredito que seja um disco de fácil entendimento. — disse o músico, que também faz toda a divulgação do trabalho de forma independente.

“As coisas precisam ser ditas”, é assim que David define um pouco da linguagem do seu disco, que o influenciou, assim como acontecimentos de sua vida cotidiana também o influenciaram. O disco tem o tom existencial, fala de vida, de fuga, de encontro. Muitas das canções vieram de crônicas escritas pelo artista ao longo de sua carreira. TALVEZ? NÃO SEI! tem um tom poético muito “pé no chão” mesmo. Não há nada de surreal, o que pode parecer contraditório quando se ouve a bela poesia das músicas.

Um dos amigos de David definiu o disco dizendo que o artista deu a cara dele no novo rock brasileiro. Isso fica evidente quando se escuta o disco. Os arranjos, as letras, as melodias e tudo que o cerca o esse lançamento traz esse ar da musicalidade nacional.

— Essa frase foi dita por um amigo meu, no sentido de que o Rock brasileiro tá vivo e sendo feito por quem realmente ouviu o nosso Rock. Eu sou um grande fã de música brasileira, tenho orgulho do que foi feito aqui e me sinto orgulhoso de mostrar a minha cara na cena. A nova cara do Rock é independente, pessoas que viabilizam e correm atrás da chance de se mostrar. O novo Rock não vem da grande mídia, ele vem de todos os lados do país. — explicou o artista.

Todas as faixas do disco foram composto por David, sendo duas em co-parceria. As faixas foram desenvolvidas em estúdio, sem pré-produção, foram arranjadas de acordo com os músicos convidados. Cada músico ficou livre para dar a sua cara na música, tudo isso óbvio com a direção e produção musical do grande J.A Leão Jr, o cara que produziu o disco em parceria com Rian Alvez. David mostrou as canções em violão e voz para eles, e eles o devolveram o disco.

— Esse disco começou a ser gravado lá em 2014, foram quase 3 anos completos de produção. Foi como a construção de uma casa, devido a alguns problemas, era parada a obra, mas sempre voltava. De acordo com os músicos convidados iam chegando, o disco ganhava corpo. Passaram várias pessoas por aquele estúdio, muitos contribuíram. Tive sorte de trabalhar com músicos realmente competentes e artísticos. Foi um processo longo, mas fiquei muito feliz com o resultado. — comentou.

.

 

 

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas