Entre em contato conosco

Música

O lado mais roqueiro do rei do brega, Reginaldo Rossi vira documentário

Publicado

on

ecac7e215da960150de5e834648f432a

Foto: Ricardo B. Labastier/ JC Imagem

 

Mais conhecido como o rei do brega, Reginaldo Rossi será retratado em documentário com seu lado mais roqueiro, quando começou a entrar na cena do rock em recife nos anos 60.

Até o momento, o nome provisório do doc é “Reginaldo Rossi, Meu Grande Amor”, e está com o roteiro de DJ Dolores ainda em fase de desenvolvimento. As gravações começam no final de março, e tem a estréia marcada para o final deste ano. A direção ficou por conta de José Dduardo Mignoli, que já anunciou que vai fazer o possível pra fugir da linguagem de TV, usando partes ficionadas para desenvolver o documentário.

“A gente conversou com as pessoas que estavam ao redor dele, com o filho dele e tem um material muito grande, com entrevistas na rádio e televisão. O que tem de original nesse projeto é que ele foge disso do brega. A gente tá abordando mais pelo lado pop, roqueiro que ele era”, contou o roteirista.

“Tem uma Recife roqueira na década de 1960. Reginaldo, Os Carbonos, The Jordans estavam usando guitarra com fuzz no mesmo nível que se produzia naquela época. Inclusive muito menos careta que Roberto e Erasmo Carlos. Tinham os clubes, que faziam shows sem P.A. Era basicamente baixo, guitarra e bateria. E tinha público, tinha uma movimentação, com o pessoal alisando o cabelo para parecer com os Beatles”,  comentou DJ Dolores.

O roteirista ainda finaliza dizendo que, apesar do documentário relatar a faceta roqueira de Reginaldo, não tem como fugir de seu lado mais popular: o brega.

 

 

 

 

(Informações e citações do JConline)

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas