Entre em contato conosco

Música

“Epitáfio”, música existencialista dos Titãs ganha tons eletrônicos em nova versão do DJ Alok em parceria com a própria banda

Publicado

on

(Foto/Divulgação)

 

“Epitáfio”, gravado em 2002 no álbum “A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana” pela titãs, é certamente um dos cartões postais do grupo. É também uma amostra de como a música pode tocar em sentimentos profundos e nostálgicos, causando até mesmo os questionamentos existencialistas. 

Com apenas duração de 2 minutos e 35 segundos, a Titãs apresentam uma nova face da canção, com roupagem eletrônica. A nova versão foi criada pelos artistas para ser apresentada no Programa do Caldeirão do Huck, da Rede Globo, a ser exibido amanhã (29). Os lucros dessa nova empreitada um tanto inusitada será revertida para a caridade, mais especificamente para ONG Instituto Anelo.

“Unir a tradição titânica à modernidade do Alok, sob a sensibilidade do Luciano (Huck), em prol do talento e da generosidade do Luccas Soares (criador da Anelo) e do pessoal da Anelo, num projeto divertido e criativo, comprova mais uma vez que só a educação pode transformar o Brasil”, ressaltou o guitarrista Tony Belloto.

A produção desta nova versão de “Epitáfio” tem a produção assinada pelo DJ Alok, Bhaskar e Adriana Machado, e as gravações aconteceram no estúdio Mosh, na capital paulista.

 

 

(Fonte: Eufonia Brasileira)

 

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas