Entre em contato conosco

Música

CONHEÇA: Caio prado lança É PROIBIDO ESTACIONAR NA MERDA

Matheus Luzi

Publicado

on

 

Pode anotar: INCENDEIA vai entrar pra história da música brasileira contemporânea. Caio Prado, a voz, o verso e a reflexão por trás da coleção de músicas que bota o corpo, sensual (e político) para dançar (e pensar), está em plena combustão. Depois de estrear com VARIÁVEL ELOQUENTE, em 2015, denso, limpo, aquecido no âmago, INCENDEIA tem tudo pra ser o trabalho que vai multiplicar os ouvidos que curtem o som de Caio. Como um fogo que se alastra.

É PROIBIDO ESTACIONAR NA MERDA, o primeiro single de INCENDEIA lançado hoje pela ONErpm, começa com frases do violão suingado de Webster Santos, envereda por um arranjo da pesada feito coletivamente e “ganha versos descontraídos com tons políticos ao som de Trap baiano “, nas palavras do cantor e compositor, com a entrada dos outros dois músicos também baianos: o tecladista Mikael Mutti e o baterista Tito Oliveira. Marcelus Leonis, o senhor dos metais, preenche essa e outras faixas com trompa, flauta e trompete, por exemplo. Todos foram arregimentados pelo produtor Alê Siqueira.

Caio está deslumbrado com o talento de Alê. “Falei pra ele que precisava sair da mente, da metafísica e trazer as coisas pro corpo. Voltamos às matrizes africanas, ao canto griot, ao toque de berimbau, ao som clássico dos anos 60 e 70. Ouvi muito Curtis Mayfield, até pensei em gravar algo dele, e James Blake, uma das minhas referências de vida”. O charme, o funk e o rap que ele ouvia na infância em Realengo também estão sulcados lá.

Tempo, tempo, tempo, tempo. Aos 26 anos, Caio estava no meio da multidão quando a sua música NÃO RECOMENDADO, saída do primeiro disco, reverberou em alto e bom som no Rock in Rio 2017, na voz de Johnny Hooker, Liniker e Almério. E caiu no gosto de Elza Soares, que a incluiu no repertório de seu próximo show, e ainda pediu a Caio uma inédita para seu próximo disco. A mesma faixa deu origem a um projeto que ele se dedica em paralelo à carreira solo, os “Não Recomendados”, que está rodando o país e é atemporal, desenvolvido em trio com Diego Moraes e Daniel Chaudon.

INCENDEIA começa a ser lançado com este single. Em janeiro de 2018, o público conhecerá o álbum inteiro, que será trabalhado até o final do próximo ano na web e em shows, muitos shows. Caio Prado tem tudo para, finalmente, explodir. O fósforo já foi riscado.

 

 

(Texto da assessoria de imprensa)

 

 

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2017 Zox News Theme. Theme by MVP Themes, powered by WordPress.