Entre em contato conosco

Clipe

Chamas na Amazônia é versada com bom humor no novo clipe da Motolese

Publicado

on

(Cena do clipe)

 

Parafraseando Tom Jobim e inspirado no Ditado Indígena “Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come.”, Fernando Motolese escreveu “Amazônica em Chamas” em 23/08 depois que a nuvem negra de fumaça proveniente dos incendidos florestais na Amazônia encobriu os céus de São Paulo e então, decidiu fazer o vídeo o mais rápido possível como forma de protesto. 

O assunto é emergente, e as teorias são variadas, como o próprio músico descreve na canção. No entanto, pode-se dizer que até de um jeito gentil, a letra da música trabalha muito bem com o bom humor, com um clipe que brinca com os “gados” do Mato Grosso do Sul, que sugere o estranho fato de, apesar de tão distante, até o estado ter sentido o impacto com o céu cinzento. “Daqui dá pra sentir a fumaça”, diz a primeira estrofe da letra. 

Fernando ataca o “Sr Presidente”, cita o uso do Twitter para criar polêmicas e a intervenção alienígena soa como solução, que no caso, pode-se traduzir com uma referência a “zuação” na internet, quando em 2018, muito se falava em uma intervenção militar.

* As queimadas do vídeo, foram registradas na cidade de Campo Grande – MS em 26/08 entre as 17:30 e 18:30 na Região do Aeroporto. 

 

 

LETRA – FERNANDO MOTOLESE

Olha que queimada linda pro gado que pasta
Que devasta a Amazônia, daqui da pra sentir a fumaça

Existem varias causas, entre elas a natural
Oh no, está tudo acima do normal
E não é culpa das ONGs esquerdistas
Ou jornal, nem da  entidade científica
É consequência das políticas federais
Dos ruralistas que sempre querem mais
Tudo a todo custo, dolé duas, quem dá mais
essa terra indigna, tem riqueza demais..

A última árvore caiu,
Cadê a água rio,
O ultimo peixe sumiu,
Por dinheiro a natureza ruiu

Sr Presidente, respeitosamente me dirijo a vossa excelência
Com a responsabilidade que me cabe e única exigência
Humildemente requisito, meça bem as suas belas  palavras
Guarde sua valiosa opinião pra compartilhar se for adequada
Governar uma nação, é muito mais que diz que me disse
É preciso ponderar, fingir que conspiração não existe.
Ou única solução pode ser uma Intervenção Alienígena
Mas não antes da União Européia bancar a colonialista
Apenas com um tweet décadas de negociação vão por água abaixo
Sai das redes sociais, faça o que eu digo e aquele abraço

A última árvore caiu,
Cadê a água rio,
O ultimo peixe sumiu,
Por dinheiro a natureza ruiu

Please pray for Amazon
Please pray for Amazon
Please pray for Amazon
Please pray for Amazon

 

 

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas