Entre em contato conosco

Música

Cantora Mônica Salmaso e o pianista Nelson Ayres apresentam o melhor da MPB em teatro do RJ

Publicado

on

 

A cantora Mônica Salmaso, uma das grandes vozes da nossa música popular, vai se apresentar no Teatro Riachuelo, abrindo a programação de 2019 do ‘Música das 7’, ao lado do maestro e pianista Nelson Ayres, com quem trabalha há anos, em diversas formações, mas só recentemente criou um concerto em duo inédito para esta apresentação. Salmaso já havia participado desse projeto e palco com o violonista e compositor Guinga, em 2017. “É um lindo teatro! Que maravilha cantar em um lugar assim!”, exulta a paulistana. Será no dia 23 de janeiro, às 19h, com ingressos de R$ 50 a R$ 80.

Para este show, a dupla garimpou canções de sonoridade delicada e camerística, algumas que vieram dos outros projetos dos dois, como “Beatriz” (Chico Buarque e Edu Lobo), “Valsinha” (Chico Buarque e Vinicius de Moraes), “Samba Erudito” (Paulo Vanzolini) e outras lindezas ainda não gravadas por eles, entre elas “Xote” (Rodolfo Stroeter e Gilberto Gil), “Fenômeno” (Joaquim Domingos e Nilton Moreira), “Gracias a La Vida” (Violeta Parra) e “Gírias do Norte” (Jacinto Silva e Onildo Almeida).

“Nós temos uma enorme afinidade musical, depois de tantos anos trabalhando juntos. A parceria começou em 1993, quando o Nelson era diretor artístico, arranjador e maestro da Orquestra Jazz Sinfônica e me convidou – eu iniciava a carreira musical, imagine! -, para uma montagem do Grande Circo Místico com o Edu Lobo”
, rebobina Salmaso. Este encontro foi fundamental para a cantora por tudo o que significava. “Foi inesquecível para mim. Eu estava nervosíssima, mas não queria deixar de aproveitar nenhum segundo daquela oportunidade”.

Nelson era amigo antigo do Paulo Bellinati, violonista com quem ela gravou a íntegra dos Afro-Sambas, de Baden Powell e Vinicius de Moraes. Foi assim que ele a conheceu e a convidou para o concerto com a Jazz Sinfônica. Anos mais tarde, Mônica gravou o álbum “Noites de Gala, Samba na Rua”, em homenagem ao Chico Buarque, e convidou para este trabalho o quinteto Pau Brasil, do qual Nelson faz parte. “Este disco rendeu uma turnê grande pelo Brasil e a nossa convivência musical só aumentou e melhorou”, pontua a cantora. Ele deu origem ao projeto seguinte, “Alma Lírica Brasileira”, com Mônica Salmaso, Nelson Ayres e o flautista e saxofonista Teco Cardoso. “Outro trabalho que me deu enormes alegrias. Fizemos muitos shows e um DVD milagroso, dirigido pelo Walter Carvalho, início de outra parceria muito feliz”, conta.

O disco seguinte, “Corpo de Baile”, dedicado à parceria de Guinga e Paulo César Pinheiro, também contou com a participação de Nelson na gravação da bolacha, em arranjos e durante toda a turnê realizada, onde o maestro ainda se reaproximou do seu primeiro instrumento, o acordeon. E agora o público carioca vai ganhar este show no Música das 7 para abrir 2019 ouvindo maravilhas!

 

QUANDO: 23 de janeiro, uma quarta-feira, às 19h
ONDE: Teatro Riachuelo – Rua do Passeio, 38 / 40, Centro do Rio
QUANTO: Balcão a R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) | Plateia a R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia) | Balcão Nobre a R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) | Plateia VIP a R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
NO FACEBOOK: www.facebook.com/events/2116818818396583/
E MAIS: A casa dispõe de 999 lugares, a censura é livre e as vendas são efetuadas na bilheteria do teatro e no www.ingressorapido.com.br

 

(Texto da assessoria de imprensa)

 

 

 

 

Idealizador e editor da Arte Brasileira. Jornalista por formação e amor. Viciadíssimo em música brasileira. Apaixonado pelo Brasil e pelos seus grandes artistas.

Continuar Lendo
Clique aqui para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 | Customizado por Auditore Ideias Estratégicas